fbpx

Como planejar seu funeral ainda em vida

Imagine e planeje o seu funeral, mesmo que seja daqui a 50 anos, e diga a sua família o que você quer.

Planejar seu funeral com antecedência pode resolver alguns problemas logísticos e financeiros da sua família após sua morte, garantindo que você tenha o tipo de funeral que deseja.

Mas você não deve se sentir pressionado a planejar tudo, nos mínimos detalhes. Embora algumas pessoas não tenham esse problema, é normal que você ache muito difícil ou assustador. No entanto, você pode deixar a sua família saber alguns desejos seus, para tornar o funeral mais leve para os envolvidos.

A maior decisão que você deve tomar: enterro, cremação ou doação?

Em primeiro lugar e acima de tudo: Deixe sua família e seus entes queridos saberem se você quer ser enterrado ou cremado. Apenas deixar que alguém saiba sua resposta definitiva já evita muito estresse desnecessário durante um período já emotivo. 

Se você escolher enterro, você precisa comprar um local em um mausoléu, em um cemitério. Se você optar pela cremação, você pode decidir o que quer fazer com os restos cremados. 

Para doar seu corpo à ciência, você vai precisar de um documento específico.

Planejamento antecipado: Encontrando uma funerária

Envolva os serviços de uma funerária e pense como você deseja ser lembrado. Se você estiver planejando um velório seguido de enterro, você deverá trabalhar com uma funerária, que irá ajudar com todos os arranjos, inclusive com um cemitério para comprar um terreno e orquestrar o enterro.

Se você estiver planejando um velório seguido de cremação, você também irá precisar de uma funerária. Eles o ajudarão a se conectar com um crematório para organizar a cremação.

Se você estiver planejando uma cremação direta seguida de uma cerimônia memorial ou de dispersão de cinzas, talvez você possa lidar diretamente com o crematório. Nesse caso, você não precisará contratar serviço funerário.

Como você vai pagar por isso?

Ao agendar serviços, e normal pagar antecipadamente por eles, pelo menos uma parte. Há várias maneiras de pagar pelos arranjos que você está fazendo antecipadamente, e algumas podem atender melhor às suas necessidades do que outras.

A organização prévia é extremamente importante pois seus familiares podem não estar preparados para arcar com certos custos.

Cemitério

Você pode contatar um cemitério diretamente ou por intermédio de uma funerária. Mas primeiro você precisa tomar algumas decisões:

  • Escolher o cemitério: localização, religião e ambiente são os fatores mais relevantes a serem considerados na escolha do cemitério, assim como o seu túmulo (não apenas para você, mas também para outros membros da família);
  • Decidir quantos lotes você quer: você está comprando apenas para si ou para toda a família. Nesse caso, você pode preferir lotes que estejam juntos.
  • Visite o cemitério: Dê uma olhada no local. É bem conservado? É o que você tem em mente? Aproveite a visita para tirar todas as suas dúvidas antes de assinar a papelada.

Produtos para enterro e cremação

  • Caixão: Existe uma enorme variedade de estilo e preço de caixões e a escolha deve ser sua, pessoal. Você pode comprar em uma funerária ou pela internet.
  • Caixa-forte de enterro: O cemitério provavelmente exigirá um cofre funerário ou forro de sepultura, e a funerária pode não ter muitas opções de cofres e forros, portanto, esteja ciente de que você pode não ter muita escolha para este produto.
  • Urna: As urna de cremação vêm em uma variedade de estilos e preços e deve ser uma escolha pessoal sua. 
  • Caixão para a cremação: Você pode querer um caixão para o velório e preferir ser cremado dentro dele, lembrando apenas que ele não deve ser feito de metal. Se você não quiser comprar um caixão mas quiser usar um para o serviço funerário, você pode alugar um da funerária para o serviço funerário e usar um recipiente alternativo para a cremação.

Antes de continuarmos…Você já tomou alguma dessas providências?

Pode parecer estranho perguntar neste momento, mas você já fez algum acerto prévio? Você provavelmente se lembraria. De outro modo, alguém já fez essas compras em seu nome? Às vezes, os membros da família têm parcelas reservadas. Pergunte aos seus familiares para ter certeza. Se alguém lhe fez a gentileza de comprar um terreno, compartilhe esses detalhes com seus entes queridos para evitar confusão e a compra de outro.

Que tipo de velório você deseja?

Normalmente os velórios ocorrem em igrejas ou no próprio cemitério e você pode decidir antecipadamente onde quer que o seu ocorra.

Personalize seu velório

Você pode escolher o tipo de decoração que deseja e até mesmo as canções ou leituras a serem feitas, especialmente se você for uma pessoa religiosa.

  • Escolha o local: os funerais são normalmente realizados em casas funerárias, locais religiosos de culto ou nas capelas dos cemitérios.
  • Escolha um oficiante: Se você estiver realizando o culto em um local religioso, o líder religioso de lá provavelmente liderará o culto. Caso contrário, qualquer um que você escolher poderá liderar o culto e falar um pouco sobre você.
  • Escolha os participantes: Há muitas maneiras de os amigos e familiares participarem de um velório. Identifique quem você gostaria que fizesse as leituras. Os participantes também podem cantar canções, tocar instrumentos musicais ou prestar outras homenagens.
  • Faça uma lista de convidados: Se houver pessoas específicas que você gostaria de ter convidado para o serviço, anote seus nomes e informações de contato para que a pessoa que for organizar tudo não deixe de convida-las.

É importante que você deixe sua família saber como você gostaria que o serviço ficasse e se sentisse. Escolha flores, música, e outros toques pessoais.

Por fim, saiba que todas essas informações podem ser registradas e compartilhadas com os Guardiões da sua vida em nossa plataforma. Acesse agora: www.guardadoria.com.br

Só você pode evitar a destruição do seu patrimônio e garantir um futuro melhor a todas as pessoas que ama!

Ano novo, vida nova! Novos planos, sonhos, projetos, promessas; um novo tudo. É assim, ano após ano.

O que é incomum considerar em nossas resoluções de ano novo é a possibilidade de partirmos sem aviso  e independe de tudo o que planejamos a cada ano que se inicia.

Afinal, ninguém inicia um novo ano imaginando que este sim será o ano de sua morte.

Mas é simples assim, a vida é finita, essa é a única certeza da vida e não irá mudar de forma alguma em 2022.

O que me incomoda é o que observo em minha atuação como Advogado e sócio da Guardadoria: todos os anos famílias sofrem pela partida prematura de entes queridos.

Não falo do natural sofrimento sentimental que decorre da perda e da saudade.

Mas sim do sofrimento com burocracia, processos judiciais, conflitos familiares e deterioração patrimonial com os inúmeros custos que envolvem o fim da vida.

Me incomoda mais ainda ver todo esse sofrimento, que vai além do sofrimento sentimental e saber que existem soluções que não são adotadas pelas pessoas pelo simples desconhecimento

SÃO AS SOLUÇÕES QUE VÃO EVITAR QUE SUA FAMÍLIA PERCA DINHEIRO APÓS SUA PARTIDA É QUE QUERO MOSTRAR A VOCÊ.

Mas antes quero te mostrar um exemplo do que pode acontecer com nossas famílias.

Considere uma pessoa que acumulou ao longo da vida um patrimônio de 1,6 milhões.

Por simplificação, considere também que esse patrimônio é formado por um único imóvel comprado anos atrás por 800 mil reais.

No falecimento da pessoa de nosso exemplo, a família (cônjuge, filhos ou outros a depender do caso), precisa necessariamente arcar com uma série de despesas para realizar a transferência patrimonial. 

Geralmente, essas despesas são compostas de, no mínimo, imposto, honorários de advogado, despesas cartorárias, certidões, registro de imóveis, etc.

Assim, fazendo as contas você perceberá que os custos com esse inventário custará a família R$ 255.000,00 (duzentos e cinquenta e cinco mil reais).

Esse valor altíssimo representa 15% do patrimônio e deverá ser arcado pela família em curtíssimo espaço de tempo apenas para realizar a transferência do patrimônio da pessoa falecida aos herdeiros.

E mais, o que acontece na prática é que muitas vezes a família não possui esse valor em caixa o que gera confusão, conflitos e invariavelmente a família se vê obrigada a realizar a venda do imóvel para arcar com as despesas do inventário.

Nesse cenário em que é necessário vender um imóvel em meio a um processo judicial de inventário, a venda é realizada com um deságio mínimo de 20% e será necessário ainda pagar imposto de ganho de capital de 15% sobre o valor da venda.

Perceba que situação dramática!

A família diante de uma despesa de 255 mil reais com o inventário para realizar a transferência patrimonial, se vê obrigada a vender um imóvel com valor de mercado de R$ 1.600.000,00 com um desconto de 20%, ou seja, por R$ 1.280.000, e ainda pagar imposto sobre a diferença do valor da venda e o valor da aquisição do imóvel que foi de R$ 800.000,00.

Para sintetizar, ao final de todo processo, a família que tinha um imóvel de R$ 1.600.000,00, para resolver todas as questões burocráticas, arcará com as seguintes despesas:

  • imposto: R$ 128.000,00
  • honorários: R$ 112.000,00
  • cartório: R$ 5.000,00
  • certidões: R$ 3.000,00
  • registro: R$ 7.000,00
  • deságio: R$ 320.000,00
  • imposto de ganho de capital: R$ 72,000

O total da perda patrimonial para uma família com um patrimônio de R$ 1.600.000,00, pode chegar a R$ 647,000,00, ou de outra forma, haverá uma perda patrimonial de 40%. Isso tudo sem considerar possíveis conflitos e mais processos judiciais.

É ISSO QUE ESTÁ ACONTECENDO DIARIAMENTE NO BRASIL! 

FAMÍLIAS ESTÃO PERDENDO CERCA DE 40% DO PATRIMÔNIO ACUMULADO PELO PATRIARCA OU DA MATRIARCA!

O que eu quero dizer a você é que não precisa mais ser assim!

Por isso, eu quero convidar você a participar de uma conversa comigo onde vou explicar as estratégias que podem ser utilizadas para evitar que sua família perca parte do patrimônio que você está acumulando com muito suor.

Nossa conversa está agendada para segunda-feira, 17 de janeiro às 20h. 

Para você não esquecer, clique neste link  que enviarei no seu WhatsApp uma notificação alguns minutos antes de iniciar.

Compartilhe

Veja também

Guardadoria. Todos os direitos reservados.

Olá! Estamos aqui para ajudar!