fbpx

É sabido que o rancor é um copo de veneno que se toma intencionado a matar o outro. Geralmente não funciona. O maior alvo do seu rancor é você mesmo. O perdão, por sua vez, também não é tão bem compreendido pelas massas quanto supomos que seja.

 
O perdão é o soltar de uma âncora que sobrecarrega a vida de uma pessoa. Ele não precisa de um pedido de desculpas que o anteceda e é a fórmula mágica da aceitação, abrindo seu caminho para superar o obstáculo emocional que ali se deu. Ele não é dado ao outro, mas sim a você por você mesmo.

O perdão sempre deve ser genuíno. Se você ousar se enganar, não estando pronto, irá falhar! Não se toma essa decisão sob pressão, pois isso pode causar mais desgastes. Desgastes definitivos.

A confiança quando se quebra, depois de uma traição por exemplo, pode fazer com que a pessoa que se sentiu traída não confie em ninguém por muito tempo. Isso lhe tira oportunidades e lhe priva de conseguir mais coisas novas em sua vida. Perdoar é sempre a decisão mais sábia, mas não existe perdão parcial.

A dor é um sentimento que dura enquanto você o carrega. E você pode sim dispensá-lo. Talvez você tenha se acostumado com a confiança que tinha e está perdido agora que esse elo não existe mais. Isso é plenamente natural. Esse elo pode levar um tempo para se degradar naturalmente, mas sempre se degrada, a não ser que você queira dar a ele uma manutenção para que a dor permaneça.

É um consenso que o perdão requer empatia. Depois de tomar a decisão de perdoar é preciso tentar sentir como se você fosse a outra pessoa. Se colocar por dentro de suas possibilidades e limitações.

Para sentir real empatia precisamos imaginar o outro lado não como inimigo, vilão, monstro ou nada do tipo. Devemos imaginar que fosse uma criança desesperada que acabou não sabendo como agir e se precipitou. Você agirá como uma criança também? Ou tentará obter maior desenvoltura comportamental? As vezes as perguntas certas respondem mais do que respostas rápidas.

As coisas não precisam voltar a ser como antes. Talvez não devam. Perdoar não significa que você precisa confiar novamente em alguém que já se demonstrou não confiável. Significa que você está livre do que ela te causou de ruim.

O perdão não é um sinal de fraqueza e não significa que você precisa esquecer o que aconteceu com você. Você não merecia o que aconteceu, mas não precisa ficar trazendo a dor com você.

Na Guardadoria você pode armazenar mensagens e vídeos para serem exibidas a alguém caso algo aconteça com você. Pode ser que você ainda não esteja no seu momento de perdoar alguém, mas também não queira correr o risco de ir embora e deixar as coisas mal resolvidas.

Acesse agora www.guardadoria.com.br e veja como nossa plataforma gratuita pode te ajudar a deixar mensagens futuras para as pessoas que fazem parte da sua vida.


Há alguns anos, o  filme estadunidense Safe Haven (2013), lançado no Brasil  com o nome Um Porto Seguro, apresentou uma trama extremamente instigante em que uma esposa diagnosticada com uma doença grave se dá conta de que não terá tempo para vivenciar momentos importantes da vida dos filhos pequenos. 

Nesse processo, a personagem começa a escrever cartas para cada ocasião que julgava importante para as crianças, como o primeiro dia de aula, o retorno do primeiro acampamento de verão, a perda do primeiro dente, o primeiro namorado, o dia da formatura, o dia do casamento e assim por diante.

Cada uma dessas cartas era fechada em um envelope com a indicação da ocasião que deveria ser aberta/entregue ao destinatário. Inclusive uma carta para o esposo, que ficaria viúvo, a ser entregue para a pessoa com quem ele porventura decidisse se casar no futuro. 

Na trama  do filme chamado PS. Eu te amo (2007) dirigido por Richard LaGravenese, o personagem Gerry deixa uma série de cartas programadas para  sua esposa Holly. Essas cartas continham inclusive instruções de como a mesma poderia superar o luto.

Em tempos anteriores tínhamos as figuras dos  diários. Os diários que serviam para registrar acontecimentos, e também, deixar mensagens para os familiares e amigos no caso de falecimento estes serviam como verdadeiros mensageiros que mostram os sentimentos de quem morreu. 

Esta prática é vista como uma  cápsula do tempo, na qual você define que mensagens deixar ao ser amado, filhos e amigos  Geralmente as pessoas  pensam no que poderia ser dito para  que ficasse uma boa lembrança dos corações das  suas relações afetivas. Até mesmo algum conselho ou partilha de alguma realização feliz.

Nos dias atuais, se escrever cartas não está no auge da moda, o que podemos  esperar dos recursos tecnológicos para auxiliar  nessa jornada de despedida de entes queridos? 

A Guardadoria é uma plataforma digital na qual é possível deixar armazenadas de forma digital  cartas e vídeos para  amigos e familiares que serão entregues após a morte do emitente.

Armazenamos  de forma sigilosa, privada e confidencial  mensagens, fotografias, planilhas, vídeos e até mesmo cópia de documentos. 

Acesse agora www.guardadoria.com.br e comece a escrever suas cápsulas do futuro

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Veja também

Guardadoria. Todos os direitos reservados.

Conversar
Olá! Estamos aqui para ajudar!